EPS e Sustentabilidade: como ter os dois juntos?

EPS e Sustentabilidade: como ter os dois juntos?

março 17, 2021 Off Por admin

O EPS, sigla internacional do Poliestireno Expandido, é um produto totalmente reciclável, inclusive, essa é uma das principais vantagens em torno da sua utilidade em construções, decorações e até mesmo em brinquedos. E sim, a sustentabilidade está ligada a tudo isso.

Além de conhecer os produtos feitos desse material, é importante saber a funcionalidade e ter a certeza de que você não está agredindo a natureza. Até porque, pensar no meio em que vivemos, é fundamental.

É impossível você pensar em uma obra ou desenvolver qualquer outro serviço sem se preocupar em quanto isso vai impactar com o meio em que vivemos, não é mesmo?

E, para te motivar ainda mais, a Polixpan, que é uma empresa ligada e preocupada com o meio ambiente, vai te mostrar como a sustentabilidade e a fabricação de EPS andam sempre juntas.

Conheça nossos produtos e tenha certeza que, além da qualidade, prezamos e cuidamos do meio ambiente.

Como usar e ser sustentável? 

Isso é fácil, porque uma das principais características que destaca o isopor, são critérios feitos para estar sempre dentro da sustentabilidade.

O produto proporciona economia de energia, sua produção não emite gases CFC (clorofluorcarboneto), assim como não propicia nenhuma emissão de VOC (compostos orgânicos voláteis). Mais ainda: o EPS é 100% reciclável (isso, por si só, já é um grande “upgrade” quando se fala em sustentabilidade).

O EPS tem uma série de características que o destacam. Além da leveza, apresenta excelente relação entre custo e volume útil.

Também tem boa relação resistência mecânica (compressão, tração e flexão) com pouca massa, compatibilidade físico-química com os demais materiais empregados na construção civil, durabilidade, excelentes características de resiliência elevada e estabilidade dimensional.

E mais: o produto distribui as cargas atuantes deformando-se, dissipa tensões concentradas sem romper-se, não induz fissuras e trincas nos componentes contíguos, além de ser de fácil uso e conformação.

Podemos afirmar que os produtos fabricados por isopor são perfeitos em vários aspectos, além de sustentáveis, e atendem cada vez mais às demandas do mercado, com muita eficiência e excelente custo-benefício.
E sabe como você pode ter certeza de tudo isso?

Temos uma matéria completa que explica como você consegue usar o EPS na construção da sua casa. Casa de EPS: descubra porque vale muito a pena investir nesse seguimento.

Quanto a fabricação afeta o meio ambiente? 

Agora que você sabe que o EPS é econômico e seguro para a sua construção, fique tranquilo, a fabricação de EPS não agride o meio ambiente. Demais, não é?

Além de economizar tempo e dinheiro, a fabricação do EPS é totalmente segura para a natureza. O poliestireno expandido é livre de substâncias químicas sintetizadas.

O pentano, liberado durante o processo de fabricação do EPS, se transforma rapidamente em dióxido de carbono e água em uma reação fotoquímica.

O estireno, usado no processo de criação, também existe naturalmente em frutas, vegetais, vinho e até feijão.
Apenas uma fração de monóxido de carbono da madeira é liberada no meio ambiente, durante a combustão do EPS expandido.

Devido ao avanço tecnológico como o CAD, o desperdício mínimo ocorre durante a fase de corte, portanto não há perda e as sobras são recicladas. É uma situação em que todos saem ganhando para o meio ambiente.

O EPS representa menos de 0,1% de todo o material encontrado em nossos aterros sanitários hoje.

Isso sim é sustentabilidade, responsabilidade e segurança, saber o quanto que o produto que você está usando, no caso o EPS, afeta o meio ambiente, e, indo mais além, podemos dizer que o risco de contaminação é zero.

Sustentabilidade além do EPS 

Podemos afirmar que, hoje em dia, 100% do EPS produzido pode ser reutilizado, e isso (essa reciclagem), claro, ajuda diretamente o meio ambiente.

Além disso, as embalagens de transportes EPS atendem a muitos critérios de embalagem sustentável, conforme padrões internacionais definidos pela CES (Coalizão de Embalagens Sustentáveis).

Em 1992, a indústria de EPS mundial estabeleceu um programa de reciclagem que nos permite reintroduzir o EPS pós-consumidor no processo de fabricação, para criar novas embalagens de conteúdo reciclado e bens duráveis.

Como jogar fora seu produto de EPS?

Essa é uma dúvida que muitos têm ao final do uso dos seus produtos. Será que posso jogar em qualquer lixo, ou tem algum lixo, ou ainda, um local específico?

E a resposta é sim: uma das melhores formas para descartar o EPS, é colocando em lixeiras destinadas a coleta seletiva (normalmente retratadas com o símbolo “♻”).

Aquelas lixeiras de cor vermelha, destinadas a plásticos, quase sempre estão disponíveis em lugares públicos ou de grande circulação de pessoas.

Importante: não faça o descarte de EPS em ruas e calçadas. O vento e a chuva podem transportar o EPS para bueiros e obstruir pontos de vazão de água, assim contribuindo para a ocorrência de enchentes.

Isso é extremamente perigoso e hoje mostramos todos os cuidados importantes na fabricação do EPS, e como você pode fazer a sua parte na hora de jogar fora o resto do seu EPS.

Agora, corra e compre seus produtos com a Polixpan: produtos de qualidade com economia, profissionalismo e segurança!